Home / Informe

Regime Próprio de Previdência Social - RPPS

Prezado(a) Gestor(a):

Em debate no Congresso Nacional, a reforma prevista na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 06/2019 é urgente para o país no que se refere à definição de um modelo previdenciário sustentável para a atual e as futuras gerações. O movimento municipalista defende a aprovação da medida, bem como sua aplicação imediata, destacando que é fundamental a manutenção de Estados e Municípios no texto.

Estimativas apontam uma redução de despesa de R$ 41 bilhões em quatro anos e R$ 170 bilhões em dez anos com aposentadorias e pensões para os 2.108 Municípios com Regime Próprio de Previdência Social (RPPS). Considerando-se a economia real de cada Município, esse montante poderá ser ainda maior, pois, nas administrações locais cuja previdência é totalmente capitalizada, o que importa é a alíquota patronal ordinária e suplementar. Nesses casos, o mais importante é a diminuição do déficit atuarial, que reduzirá, em média, 74%.

Para tornar mais fácil a compreensão em relação aos impactos para cada Município com RPPS, a Confederação Nacional de Municípios (CNM) disponibiliza ferramenta em que é possível simular e comparar os valores relativos à Nova Previdência.

Veja qual o impacto financeiro para o seu Município.

2.109 Municípios Selecionados
População:
131.743.690 Habitantes
Remuneração média:
R$ 2.274,60

Redução do resultado em anos Valor
4 anos R$ 40.971.064.259,28
10 anos R$ 170.894.017.749,34
15 anos R$ 285.414.859.137,48
20 anos R$ 391.303.297.149,18